quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Cansei dos "Somente Críticos"



Atualmente é comum encontrarmos em site de buscas, blog´s evangélicos que só criticam evangélicos. É visível a necessidade de uma "nova reforma", mas quando conhecemos a história mais a fundo de cada escritor destes blog´s, também encontramos a história destes estudiosos que são na maioria somente estudiosos e poucos estudiosos que literalmente colocaram a mão na massa.




A história de Calvino exemplifica o que acontece hoje, a história relata que "na noite em que Calvino permaneceu em Genebra, William Farel, o líder da Reforma naquela cidade, descobriu que ele estava ali e o procurou. Esse encontro foi um dos mais importantes da história, não somente a de Genebra, mas também para o mundo, conforme Calvino relatou mais tarde em seu prefácio do comentário sobre o livro dos Salmos:

Farel, que ardia com um zelo extraordinário pelo avanço do Evangelho, percebeu imediatamente que meu coração estava decidido a devotar-se aos estudos, para o que eu desejava manter-me livre de outras atividades. Vendo que nada ganharia através de pedidos, Farel proferiu uma imprecação na qual Deus amaldiçoaria meu isolamento e a tranqüilidade dos estudos que eu buscava, caso eu recusasse e recusasse a dar assistência, quando a necessidade era tão urgente. Essa imprecação me afetou grandemente, e me invadiu com tão grande terror que desisti da jornada que havia começado.

Em resposta ao desafio de Farel, o jovem teólogo concordou em ficar, reconhecendo que este era o objetivo de Deus para sua vida. Em vez de estudar no barulho ensurdecedor do silencio, enclausurado em Estrasburgo, Calvino de repente mudou o foco de suas atenções para Genebra. Desse acontecimento pra frente, toda página de 48 volumes de livros e tratados e sermões e comentários e cartas que escreveu seriam martelados na bigorna da responsabilidade pastoral. Calvino tomou sobre si as responsabilidades em Genebra, primeiramente como professor das Escrituras e quatro meses depois, pastor da Catedral de Saint Pierre (São Pedro)."



Não adianta só criticar, estudar, pesquisar e ficar só nisso. O Evangelho é mais do que isso. Recentemente tive a oportunidade de conhecer um Pastor na cidade de Mantova na Itália, pernambucano, que não tem o conhecimento que tantos exigem, mas tem a graça e unção de Deus e é usado de forma especial pelo Senhor. Que nossas palavras se tornem em ação contínua, porque se não for assim, tornam-se palavras vazias!



A urgência missionária está ai na "cara" e tem gente que só se preocupa em estudar e não consegue praticar o que aprendeu. Apenas crítica, julga sem conhecer, fala sem ter experiência, acusa e se baseia na experiência dos outros. Sou a favor de estudar, ter conhecimento, mas prática e conhecimento andam juntos, não posso julgar aquilo que somente vejo e nunca fiz nada.


Como diria Harold Medina: "Criticar os outros é algo muito perigoso; nem tanto pelos erros que você pode cometer ao criticar, mas pelo fato de você poder estar revelando algumas verdades a seu respeito. "


Se eu estudo, é para servir melhor. Se eu tenho cnhecimento, seja para me concentrar nas coisas de Deus, servir ao próximo.

2 comentários:

  1. .

    Graça, e paz, e amor vos sejam multiplicados,



    Quando examinamos as Sagradas Escrituras, iremos nos deparar com CRÍTICAS através das pesadas Palavras divinas aos que, na Antiga Aliança, ensinavam caminhos tortuosos ao povo de Deus, e no Novo Testamento, Jesus em Seu ministério terreno, duramente CRITICAVA os religiosos da época, bem como, nas epístolas apostólicas também encontramos diversas CRÍTICAS, assim como palavras proféticas de nosso tempo presente... sobre este tempo presente não preciso discorrer, o que presenciamos na maioria no que todos chamam de “igreja”, é banal!!

    E, se, trazemos críticas a este sistema religioso falido e de suas falácias de imposições criadas por homens que visam enriquecimento e de um povo que não busca um Jesus Salvador, mas, um Jesus que resolve problemas financeiros; é por que sem dúvida alguma, assim nos orienta a Palavra de Deus, a que todos estamos sujeitos;

    Todavia, nós como servos inúteis de Deus, podemos julgar ou criticar os atos das pessoas segundo a Palavra de Deus, pois está escrito: “Não julgueis segundo a aparência; mas julgai segundo a reta justiça” [João 7].

    Claro, que esse julgamento ou crítica não é para condenar ninguém, mas sim, para se prevalecer a Verdade do evangelho.

    Os blogs vieram para ficar, criticar, ajudar, esclarecer, edificar, basta que cada um examine-se a si mesmo, e reflita no que é apresentado pelos blogs, retendo o que for útil. Não se pode agradar a todos, principalmente os que andam atrás de doutrinas humanas, e nem sempre quando se edita blogs, necessariamente se estará enclausurado, mas trazendo as verdades bíblicas, e isto é tão importante quanto fazer missões.

    Por fim, podemos notar que muitos irão adotar este texto, na vontade de dizer: “cala boca blogueiro que critica as denominações religiosas”! Pois, assim o foi com Jesus pelos sacerdotes, como também a Paulo pelos judeus religiosos...



    Por Cristo. Em Cristo. Para Cristo. Nos interesses de Sua Igreja.


    Fraternalmente.

    James.
    Jesus, o maior Amor
    Comunidade "Blogueiros Cristãos"
    Comunidade "Adoradores em Casas"


    ...
    ..
    .

    ResponderExcluir
  2. Paz, querido! Tudo bem?

    Quero agradecer pelo seu texto no meu blog e dizer que é uma honra tê-lo como seguidor no meu humilde blog. Realmente você tem razão no que escreveu, porém além de criticar os falsos profetas, Jesus ensinava, ajudava, curava e andava com os pecadores.

    Tenho, infelizmente, me deparado com muitos irmãos bem intencionados, porém vemos poucos realmente trabalhando com amor. "Somente" criticam. É claro, como escrevi, sou a favor de uma reforma urgente dentro da igreja, existe muitaaaa coisa para mudar, mas não adianta somente falar, se na prática não fizermos nada para que isso ocorra.

    Por isso, vejo muita gente falar, falar, falar e falar, quando conheço algumas pessoas fico triste, meu coração dói. Porque só falam. Jesus fez muito mais do que isso, do que somente exortar. Ele deu a própria vida por nós. Amou de verdade as pessoas com palavras e atitudes.

    E não é bem assim que a coisa tem funcionado no nosso meio.

    Deus te abençoe muitíssimo. Espero que ninguém adote este texto para "calar a boca de ninguém", afinal somos livres para expressar o que pensamos, mesmo quando pensamos de forma diferente.

    Shalom!

    ResponderExcluir